O prefeito Paulo Serra protocolou na câmara municipal Nesta terça-feira 07 de maio o projeto de lei onde reestrutura todo a autarquia. De acordo com o poder executivo eles sugerem que a gestão da água e esgoto da cidade sejam compartilhavas com a Sabesp, assim equalizando a dívida bilionária com a Companhia de Saneamento que se arrasta a muitos anos não é um problema desta atual gestão. A sessão na Câmara não começou muito tranquila. Funcionários da autarquia , membros do sindicato lotaram o plenário exigindo uma explicação dos vereadores e prefeito.
Segundo o líder de governo Fábio Lopes (PPS), uma reunião entre vereadores E o governo ocorreu antes da sessão , mas os parlamentares de oposição não cumpriram o acordo.

Fábio Lopes – PPS Líder de governo Câmara Santo Andre

De acordo com Fábio Lopes a proposta vai modernizar o serviço de água e esgoto da cidade e a aprovação vai resolver os problemas da dívida, da falta de água. E afirma que os valores da conta de água não serão alterados.

Fábio Lopes – PPS Líder de governo Câmara Sto. Andre

Questionado na Câmara, José de Araújo – Articulador do governo Paulo Serra, ele não confirmou a ida do projeto para o plenário e, numa saia justa, disse estar analisando junto aos vereadores a possibilidade de votar na próxima quinta feira.

José de Araújo – Articulador Governador Paulo Serra

O prefeito Paulo Serra enviou uma nota no início da noite explicando o motivo da negociação com a Sabesp, dentre eles afirma não ter mais saída para a dívida e garante a cidade que irá solucionar o problema da falta de água no município. Em relação aos empregos dos funcionários , também comenta que o Semasa não deixará de existir , garantindo assim os empregos de aproximadamente 1200 pessoas.
A Sabesp irá realizar investimentos que ultrapassam 800 milhões de reais, para melhorar o abastecimento em Santo André.
Na próxima quinta-feira o projeto deverá retornar para a pauta e discussão com o legislativo Andreense terá novos rumos.