Ministério Público condena em primeira instância, Paulo Eugênio (PT), secretario de saúde de Mauá, na gestão de Oswaldo Dias (PT) (2009/2014) por dispensa de licitação na contratação de empresa para compra de medicamentos. Os preços pagos na época também estão sendo questionados.

 

Em audio, Gabi Tricanico explica decisão do MP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui